Todo grande movimento religioso considera Jesus uma figura religiosa importante.

As pessoas que tentam descobrir a verdade sobre Deus normalmente buscam respostas na pessoa de Jesus, antes de olhar em qualquer outro lugar. Embora isso possa soar como uma afirmação ousada, mas o certo é que todo grande movimento religioso considera Jesus uma figura religiosa importante. Toda religião faz algum esforço para explicar a sua existência e ensino. Até mesmo os estudiosos seculares estão interessado na vida de Jesus, a exemplo, a série que está sendo exibido pelo canal de notícias norte-americano CNN, chamado Finding Jesus (Encontrando Jesus), que busca conhecer quem é Jesus a partir de uma perspectiva histórica.

Abaixo, você poderá conhecer o que as principais religiões no mundo, falam e pensam sobre a pessoa de Jesus.

Shia - Calendário Islâmico

Islamismo

A fé islâmica foi fundada por Maomé na Península Arábica no século VII. Ele alegou estar restaurando a religião monoteísta corrompido pelos judeus e cristãos. Apesar que os muçulmanos reconhecem o impacto de Jesus, como uma pessoa importante dentro de seu próprio sistema religioso. O Alcorão descreve Jesus da seguinte maneira:

Jesus nasceu de uma virgem

O Alcorão descreve Maria como uma virgem antes de sua concepção milagrosa. A conversa entre Maria e Allah é registrado no Alcorão.

Jesus é reverenciado

Jesus tem alta consideração dentro da visão muçulmana. De acordo com a história, quando Maomé eliminou todas as imagens de outros deuses no Ka’bah, ele se recusou a destruir a imagem de Maria e do menino Jesus. Jesus permanece em uma posição de respeito e reverência dentro do Islã. Respeito que considera Jesus apenas como um profeta e apostolo de Deus, nada mais do que isso.

Jesus era um profeta

Enquanto Maomé é descrito como o último profeta de Deus, ele listou os profetas anteriores e incluiu Jesus nessa lista. Os muçulmanos acreditam que Jesus era um profeta, mas negam que Ele é Deus ou o “Filho de Deus”.
Jesus foi um fazedor de milagres. Os muçulmanos acreditam que Jesus realizou muitos milagres. Esses milagres incluiu a cura de um cego, de um leproso e ressureição de mortos.

Jesus subiu ao céu e voltará

O Islamismo também reconhece que Jesus subiu ao céu em forma corpórea. O Alcorão relata que Jesus virá novamente (como um muçulmano, retornando para reviver o Islamismo), e que Ele vai sentar ao lado de Allah durante o julgamento. Ao mesmo tempo que os muçulmanos reconhecem a ascensão de Cristo, tentam negar que Jesus foi crucificado ou que Ele morreu na cruz. A maioria simplesmente acreditam que a morte de Jesus era uma ilusão e alguns até acreditam que Judas Iscariotes foi confundido com Jesus na cruz.

Judaismo

Judaísmo

Judaísmo foi quem deu “a luz” ao Cristianismo, mas os judeus negam que Jesus era o Messias. Há muitos escritos sobre Jesus a partir de uma perspectiva judaica. Crentes judeus antigos, como registrado pelo Talmud e pelo Toledot Yeshu, escreveram sobre Jesus das seguintes maneiras:

Jesus era o Filho de Maria

Os judeus antigos reconheceram que Jesus existiu e tinha uma mãe chamada Maria. Eles negaram que Maria era virgem quando concebeu Jesus e acreditando que Maria já tinha sido prometida a um homem chamado “Yohanan” (João) que pertencia à casa de Davi e cuja família viva a algumas quadras de distância da casa dos pais de Maria.

Jesus foi respeitado

Enquanto Jesus é muitas vezes ridicularizado pelos judeus modernos, este não foi o caso no primórdios dos tempos. Na verdade, pouco material negativo relacionado a Jesus pode ser encontrado no primeiro e segundo século da literatura judaica. Jesus foi amplamente reconhecido como um professor popular, que era reverenciado por seus seguidores e respeitado por seus adversários. Mas à medida que o Cristianismo se espalhou e a divindade de Jesus foi proclamado por todo o mundo conhecido, a oposição judaica aumentou. Em 1000 AD, muitos judeus foram vítimas de perseguição dura e colocou a culpa da situação na ascensão do cristianismo e na pessoa de Jesus.

Jesus foi um fazedor de milagres

Os judeus antigos também reconheceram que Jesus tinha poderes sobrenaturais e realizava milagres. Eles negaram, no entanto, que o poder de Jesus seria de Deus. Em vez disso, muitas vezes alegavam que Jesus exercia na verdade um o poder diabólico.

Jesus morreu na cruz

Outra reivindicação histórica importante do Novo Testamento é a crucificação de Jesus, que é reconhecido pelos registros judaicas antigas. Enquanto o Talmud e Toledot Yeshu afirmam a execução de Jesus, ambos negam que Jesus ressuscitou. Ao invés disso, explicam que o túmulo ficou vazio, porque um jardineiro removeu o corpo de Jesus.

Hindús

Hinduismo

O hinduísmo é uma fé religiosa muito diversificada, que começou na Índia. Ela está enraizada em visões religiosas com origem na Idade do Ferro da Índia (1.300 – 300 a.C) e não há um único fundador. Há muitas vertentes do hinduísmo abraçando um conjunto complexo e divergente de pontos de vista, e por esta razão, é difícil gerar uma visão unificada e singular a respeito de Jesus.

Jesus era um homem santo e sábio mestre

A maioria dos hindus avaliam a “espiritualidade” com base no comportamento. Virtudes como a tolerância, o amor, a não-violência, auto-sacrifício e humildade são bem vistas e consideradas características dos “homens santos”, conhecido como Sadhu. Por este critério, Jesus é qualificado como um “Hindu Santo” pela sua vida e ensino.

Jesus é um ‘Deus’

Hindus muitas vezes adoram muitos deuses e deusas e alguns estão ansiosos para incluir Jesus em sua lista de divindades. Eles no entanto, não vêem Jesus como o único caminho para Deus. Em vez disso, alguns entendem Jesus como o exemplo perfeito de “auto-realização” ( “dharma”). Muitos hindus vêem Jesus como um símbolo do que os seres humanos podem atingir, em vez de uma verdadeira pessoa histórica.

Buda

Estátua de Buda

 

Budismo

Enquanto o budismo baseia-se principalmente nos ensinamentos de Siddhartha Gautama (um professor espiritual da Índia, que viveu de aproximadamente de 563 aC a 483 aC e é conhecido como o Buda), o budismo incorpora uma variedade de tradições religiosas, crenças e práticas. Assim como o hinduísmo, o budismo também não fornece nenhuma visão unificada singular a respeito de Jesus, apesar de uma série de características de Jesus são descritos por muitos budistas.

Versões anteriores deste artigo em relevantmagazine.comcoldcasechristianity.com